tratamento para dependentes químicos

tratamento para dependentes químicos

Tratamento para dependentes químicos – Medicamentos e reabilitação!

O tratamento para dependentes químicos pode ser feito de forma variada, mas a grande maioria inclui o uso de medicamentos controlados. A verdade é que o remédio principal para a dependência química é largar a droga ou vício o quanto antes, evitando que o mesmo fique ainda pior com o tempo.

Após essa tomada de decisão, então outras devem ser tomadas: o remédio tomado para controlar será relacionado somente à vontade de usar mais da droga, ou também para controlar a sua abstinência física e mental? Obrigatoriamente são usados medicamentos para acabar com o vício?

Na realidade, a grande maioria das pessoas não sabe o que fazer quando se depara com um dependente químico. É algo comum, pois se trata de um assunto delicado, mas que deve ser encarado, buscando sempre melhorar a vida do viciado, principalmente se tivermos intimidade com o mesmo.

No conteúdo de hoje, falaremos um pouco mais sobre o tratamento para dependentes químicos. Falaremos sobre alguns medicamentos utilizados para o controle do vício, principalmente do vício em álcool, tabaco (nicotina do cigarro) e outras drogas. Leia conosco e entenda melhor sobre o assunto. Vamos lá!

Quando começa o tratamento para dependência química?

O tratamento para dependência química começa a partir do momento em que o problema é reconhecido: dada a sua delicadeza, parentes, familiares e amigos devem cuidar do doente, sem dar imposições ou ordens sobre o que fazer e o que não fazer. Mesmo que trivial, o apoio das pessoas próximas ao viciado é essencial.

O tratamento para dependentes químicos é bastante complexo, pois muitas vezes surgem crises de abstinência que levam o dependente a buscar desesperadamente aquela substância: além da atenção dos familiares, a dependência química, para ser curada definitivamente, exige uma abordagem multidisciplinar com intervenções psicológicas, sociais e farmacológicas.

Administração de fármacos como tratamento

A administração de drogas é um elemento que une a grande maioria dos tratamentos para dependentes químicos, pois é muito difícil conseguir abandonar o uso da droga apenas com a abordagem psicológica.

Deve-se destacar também que um toxicodependente não manifesta “apenas” o risco de recaída: observa-se, de fato, que um doente drogado tende a injetar preparações destinadas à ingestão oral, o que acarreta uma série de consequências bastante graves, como:

  • Gangrena;

  • Abscesso ou necrose no local da injeção;

  • Toxicidade cardíaca ou pulmonar resultante da deposição da substância no músculo cardíaco ou pulmão;

  • Doenças decorrentes de injeções com agulhas infectadas;

  • Entre outras consequências possíveis.

Medicamentos mais usados para dependência química

Neste tópico, vamos falar sobre alguns medicamentos utilizados para o tratamento para dependentes químicos. Mais especificamente, falaremos sobre medicamentos utilizados para viciados em álcool, tabaco e drogas em geral.

Vale ressaltar que este é um conteúdo meramente informativo. Cabe ao médico escolher o princípio ativo e a dosagem mais adequada para o paciente, com base na gravidade da doença, no estado de saúde do paciente e na sua resposta ao tratamento:

Alcoolismo

O álcool também pode ser considerado uma droga e, como tal, pode criar crises de dependência e abstinência. Geralmente, o alcoólatra começa a beber de vez em quando, e depois aumenta cada vez mais a dose: com o passar do tempo, o indivíduo percebe a necessidade de tomar cada vez mais álcool, a fim de atingir o estado de euforia desejado.

Para o tratamento para dependentes químicos do alcoolismo, o paciente deve colaborar com médicos e familiares: seria inútil seguir um - em certo sentido - esquema “reabilitativo” quando o paciente não o deseja. Os fármacos são utilizados mais para conter a abstinência do que para “se esquecer” de que um dia bebeu.

Dependência do tabaco

Fumar também pode ser considerado uma forma de dependência de drogas, cujos efeitos colaterais em longo prazo podem ser muito graves.

Também neste caso, como no caso anterior, o tratamento medicamentoso para parar de fumar só pode exercer seu efeito terapêutico se o sujeito estiver convencido disso, pois seria inútil tomar substâncias farmacológicas para reverter à dependência química se a intenção for realmente não largar o vício.

Dependência de drogas

tratamento para dependentes químicos opioides pode ser duplo e consiste na interrupção gradual da administração da droga ou sua abstenção abrupta. A escolha de um tratamento em detrimento de outro deve ser avaliada com base em cada caso individual.

O tratamento de emergência é necessário em casos de overdose de drogas ou intoxicação. Em tais situações, o sujeito tende a perder a consciência e, muitas vezes, necessita de respiração assistida temporária.

A escolha do medicamento depende da droga usada. Além da administração de especialidades farmacológicas, o paciente pode ser encaminhado para centros especiais de desintoxicação, onde os doentes são submetidos a programas comportamentais e psicológicos específicos. Agora vamos ver quais são os medicamentos mais usados na terapia:

Metadona

Droga agonista opioide utilizada em terapia, sob supervisão médica, para o tratamento da dependência de heroína. A administração desta droga é útil na redução dos sintomas de abstinência de heroína. A metadona é viciante, portanto, não é prescrita para todos os pacientes.

Seu uso é reservado apenas para casos de dependência grave de heroína ou opioides. Mesmo que a dosagem deva ser cuidadosamente adaptada ao paciente individual.

Buprenorfina

É um fármaco agonista opioide parcial, prescrito apenas para toxicodependentes em situação grave. No entanto, seu uso também é indicado para tratar a dependência química em indivíduos com dependência moderada de opioides.

O medicamento pode causar abstinência: de acordo com isso, é dever do viciado reduzir gradualmente a ingestão da droga antes de iniciar o tratamento com o medicamento.

Naltrexona

Diferentemente das drogas descritas acima, a naltrexona é um antagonista opioide parcial, usado apenas em casos de dependência grave de opioides. A droga induz todos os sintomas de abstinência.

Exerce sua ação terapêutica inibindo a ação eufórica dos opioides e é prescrito, justamente por isso, também a ex-viciados para evitar recaídas. É uma droga potente, para ser administrada apenas em internações especializadas, sob supervisão do médico.

Deve-se iniciar a terapia pelo menos 7-10 dias após a abstenção de opioides (a ser verificado por exame de urina), na ausência de sinais de retirada. O medicamento também está disponível como suspensão injetável.

Tratamento para dependentes químicos: os centros de reabilitação

É sempre importante lembrar sobre o peso positivo das casas de reabilitação. Através deles, ações sociais e afetivas são realizadas para que o viciado entenda que não está sozinho. Dessa forma, é de suma importância que no tratamento para dependentes químicos seja pensado em alguma clínica de reabilitação que seja humanitária.

Com isso, queremos dizer centros que estimulam a atividade física, a atividade em grupo, em “centros-fazenda” onde se dorme, trabalha e come aquilo que plantou, etc. O uso de medicamentos para controlar o vício ainda não é suspendido, mas seu tempo de uso diminui drasticamente graças ao envolvimento social que o drogado possui dentro do centro.

Portanto, se você é familiar ou amigo de um dependente químico que precisa de ajuda, muito além de medicamentos fortes utilizados para deixá-lo ainda mais “chapado”, pense em indicar uma clínica de recuperação. Dessa maneira, a saúde física e mental serão reestabelecidas ao longo do tempo.

Esse foi o nosso conteúdo sobre o tratamento para dependentes químicos. Esperamos ter ajudado você a entender um pouco mais sobre o assunto. Até a próxima!

558008830499

grupoaliancapelavida@gmail.com

Entre em contato e tire suas dúvidas!

Grupo Aliança Pela Vida

O Grupo Aliança pela Vida é uma empresa organizacional que tem objetivo de ajudar o dependente químico a ter um tratamento especializado contra o alcoolismo e as drogas, possuímos uma grande parceria entre as clínicas para que a família e o paciente tenham um tratamento adequado com muita eficiência a longo do período.

Desenvolvido por SunsetWeb - 2020

Fale Conosco!

Clique para chamar no WhatsApp